sábado, 11 de abril de 2009



Nascido do inferno II - Adeus minha amada



Caminhando pelo inferno sob a Terra

Eu lutei

Matei

E aniquilei seres subordinados ao meu pai



Mas em minha jornada ao inferno

Libertando humanos da escravidão

Eu não a encontrei

Vaguei por muitos lugares

Sou caçado e caçador

Temido e odiado

Tanto pelas trevas

Quanto pela luz



Então através de um senhor

Que ao mostrar a ele a sua foto

Ele pediu para eu acompanhar ele

Caminhamos até um antigo cemitério

E la ele me mostrou a sua lapide

Cai de joelhos

Lágrimas escorrem pela minha face

Meu coração dilacerado pela perda



Uma chuva cai

Vejo um vulto....

Meus olhos não acreditam no quem vejam

É vc minha amada!!!

Então logo vejo que é o seu espírito

Você se aproxima do meu ser

Sua doce voz penetra em meus ouvidos

e vc diz: Sua missão não acabou meu amor! Resgate o nosso filho..o fruto do nosso amor

Sua sombra esvaece no horizonte



Levanto-me do chão

E ao olhar a lua cheia

Vejo a sua face sorrindo para mim

Pego a minha espada

Dando as costas para a sua lapide

Faço três promessas perante ao seu descanso

1:Vingarei a sua morte

2:Resgatar o nosso filho das garras das trevas

3:Eliminar aqueles que trouxeram o inferno para a

Terra



Ao sair do cemitério

Olho para o senhor que me levou até você

E vejo nele um sorriso conhecido

E um brilho nos olhos intrigaste

Como se ele soubesse que iria encontra-lo

Mas ao olhar ele novamente

Não o vejo mais....

E entendo o que aconteceu.......






Nascido do Inferno III - Duvidas & Revelações


Será que sou anjo?
Será que sou um demônio?
Uma pergunta que faço
E que resposta não tenho
Tenho tantas dúvidas nisto
Não percebo o que sou
Muitas vezes penso que sou anjo
Um anjo da guarda enviado
Para proteger quem amo
Outras vezes penso que sou demônio
Que veio só para causar problemas
Que veio para causar dor
O que serei eu?
Um misto entre os dois?
Não sei a resposta
Se for anjo sou perfeito
Se for um demônio sou uma aberração
Perfeito não sou
Aberração também sei que não
Por isso o que serei eu?
Durante muitos anos pensei
Ser somente um demônio
Agora dizem que sou anjo
E que o sempre fui
Mas afinal o que serei eu?
Estou confuso com isto
Não sei se descobrirei a resposta
Talvez nunca saberei
Mas sempre te amarei
Sendo anjo ou sendo demônio